quinta-feira, 15 de junho de 2006

OVNI

"Sou uma coisa entre coisas
O espelho me reflete
Eu (meus
Olhos)
reflito o espelho

Se me afasto um passo
o espelho me esquece:
reflete a parede
a janela aberta

Eu guardo o espelho
o espelho não me guarda
(eu guardo o espelho
a janela, a parede
rosa
eu guardo a mim mesmo
refletido nele):
sou possivelmente
uma coisa onde o tempo
deu defeito"

.:*:.

Pra quem não sabe (ou não percebeu) eu adoro poesia (tanto quanto prosa).
De quando em quando ficarão uns versos aqui, perdidos, como esse, fantástico do Ferreira Gullar.

3 comentários:

::renata:: disse...

adoro ferreira gullar!
ele é gênio!!
e qtos posts!!!
não consigo acompanhar :)
beijos!

quebrando ovos disse...

maravilhoso....

quebrando ovos disse...

hum... desde quarta sem post... deveras fora do habitual!