terça-feira, 13 de junho de 2006

Overdose

Quem me conhece sabe que futebol pra mim tanto faz como tanto fez, nada contra, mas também nada a favor. Aprecio o esporte tanto quanto todos os outros. E isso significa pouca intimidade e alguma distânica. Nada contra quem gosta, apenas sempre fui, desde criança, mais de livros e jogos pensantes do que de fisicos (acho que é falta de habilidade mesmo).

Claro que copa do mundo acaba sendo muito mais: um sentimento de patriotismo, um certo orgulho diante das outras nações, nem se compara a qualquer partidinha de várzea...

Hoje, durante o jogo (que nem foi assim, jogaço, apenas um 1x0 tímido na Croácia, que ouvi mais que vi junto com a Tita enquanto trabalhava no mesmo ritmo alucinado de sempre), o centro dePorto Alegre ficou deserto. No prédio que trabalhamos, a garagem (que vemos da nossa janela) estava vazia. Na volta pra casa, festas e farras em diversos barzinhos.

Até aí tudo okay, acho que é normal. Mas já estou a uns 50 minutos vendo TV e até o momento não se fala em outra coisa. Futebol, futebol, copa, futebol. Estou precisando de uma desintoxicação. Acho que vou desligar tudo e ir ali ler o restinho de Budapeste

O problema disso tudo? Estamos em pleno ano eleitoral, em meio de uma das crises politicas mais cabeludas de todos os tempos, várias contradições e rodeios nas regras da próxima eleição, e todas as notícias econômicas e políticas acabam como meros comentários secundários.

Será que só eu sou um cidadão indignado o suficiente pra não conseguir desligar de tudo isso?

Um dia ainda vou-me embora pra passárgada...

7 comentários:

::renata:: disse...

trabalhei até 14 hrs e a festa na minha casa foi tão, mas tão, mas tão legal que, por mim, a copa podia durar o ano inteiro!!!
da-lhe brasil! :)

Ingrid Steinstrasser disse...

Mas eles já tão nessas de futebol, futebol, copa, copa faz tempo. TV tá muito chato. Não tem como.

Cris disse...

Embora eu seja um tanto fanática por futebol, concordo plenamente.
Na época de concentração da seleção na Suíça já tinha escrito algo parecido nas Profetisas.

Anônimo disse...

Olá!

Pô, eu gosto de futebol. E na época de Copa eu fico doido. Lembro-me da Copa do Japão/Coréia: o pessoal acordado de madrugada na casa de um amigo perto da faculdade (afinal, era aula de manhã) cantando o hino-forjado de Senegal (Leão, leão, leão, leão, leão/ Entre as pradarias/ A gazela corre/ Pulando entre a grama / Sem saber que é observada pelo / Leão, leão, leão, leão, leão/...). Muito legal.

E, mesmo assim, não me vejo como um cidadão alienado. Claro que o diferencial talvez seja que eu busco a informação. Eu quero saber. Concordo que os meios de comunicação em época de Copa aproveitam para alienar o povo, mas não é nada que não possa ser contornado desde que haja a vontade de fazer isso.

O problema é que existem aqueles que não querem saber. E aqueles que não se importam. E aqueles que não têm vontade.

Tirando esses, sobram muito poucos.

Abraços!

Tiago

Ingrid Steinstrasser disse...

Tiago, eu adoro futebol também! Não é o caso de alienação e do não gostar, é o caso de MEU DEUS, ENCHI O SACO, VAMOS FALAR DE OUTRA COISA???

SERENITY NOOOOOOOOOOOOOOOOOW!

quebrando ovos disse...

"Aprecio o esporte tanto quanto todos os outros. E isso significa pouca intimidade e alguma distânica. Nada contra quem gosta, apenas sempre fui, desde criança, mais de livros e jogos pensantes do que de fisicos (acho que é falta de habilidade mesmo)."
Acho que tenho mais ou menos a mesma postura com o esporte... mesmo porque a minha coordenação nunca ajudou na coisa...hahaha
Pra mim, nessa época de copa... acabo ficando de saco cheio de ouvir tanto de futebol... tipo respeito... acharia ótimo se isso me empolgasse... Acho ótimo que as pessoas fiquem felizes com algo tão simples....
Mas é claro que não tem nada a ver achar que isso encobre qualquer outra coisa... mas como no momento também acho que essa coisa de política caótica também tá enchendo o saco do mesmo jeito... então sei lá... pelo menos com o futebol tem gente feliz indo pra casa com um sorriso... porque sei lá as pessoas se fazem de contentes... mas na boa... não dá pra esquecer que a gente tá na porra do Brasil...as pessoas não podem esquecer das coisas porque sabem a real... sentem na pele...
De qualquer forma... that´s it ingrid
abraço... =)

::renata:: disse...

o problema não é a copa. o problema é a globo!