segunda-feira, 24 de julho de 2006

Pé de pato, mangalô, três vezes

Esse final de semana provou uma coisa: preciso me reconciliar com o acaso, com a fortuna, a sorte. Ontem há noite preguei um amuleto de proteção na porta de casa, a agora penso em comprar uns pés de coelho ou ferraduras, trevos da sorte ou outros pequenos talismãs de proteção da integridade física e econômica: passei por diversas provações nestes ultimos 2 dias dignas de um David.

Não que eu sempre tenha acreditado nisso, mas as vezes é a única explicação: Tem gente de olho gordo na minha vida!!! Que raiva, tudo que podia dar errado, deu, e tudo comigo. Terei jogado pedra na cruz numa encarnação passada?
E agora uma dor de cabeça dos infernos tomando conta devagar, pra me deixar inutilizado na minha prova d'agora a pouco. Será que despacho, passe ou benzedura, funcionam?

2 comentários:

Mainha Rua de Pedra disse...

Desencapetamento total pra ti.

quebrando ovos disse...

hehehehe.... bom pelo jeito voltou a ser cético tirando sarro do zodíaco lá no meu blog...
Bom o fato é que a moça é aquariana e eu libriano e tá uma maravilha... zodíaco ou carne... o que importa... o importante mesmo é dar certo...hehe

abraço