domingo, 30 de março de 2008

Triangulo das Águas III

...
Talvez seja este o problema. Uma vida sem manhãs. Estranho é que não escolhi. Não consigo precisar o momento em que escolhi. Nem isso, nem qualquer outra coisa, nem nada. Foram me arrastando. Não houve aquele momento em que você pode decidir se vai em frente, se volta atrás, se vira à esquerda ou à direita. Se houve, eu não lembro. Tenho a impressão de que a vida, as coisas foram me levando. Levando em frente, levando embora, levando aos trancos, de qualquer jeito. Sem se importarem se eu não queria mais ir. Agora olho em volta e não tenho certeza se gostaria mesmo de estar aqui. Só sei que dentro de mim tem uma coisa pronta, esperando acontecer. O problema é que essa coisa talvez dependa de uma outra pessoa para começar a acontecer.
...
fragmento de "pela noite" - triangulo das águas - Caio fernando Abreu

6 comentários:

Windmaster A. Zack disse...

*cutuca*

Windmaster A. Zack disse...

*cutuca de novo* xD

Thor disse...

*se mexe*
hahahaha
tô vivo, ainda que num outro plano de existência indefinido (uma vez que o benedidto VXI lacrou o limbo!)

Bya Magoliver disse...

Wow.
Me sinto assim.
Posso rapitar esse trecho?

Quero ler esse livro! *_*
(é um livro não é??? )
rsrsrs

Eu continua relendo "A bolsa amarela"... Eu preciso crescer!
Tô com sindrome de peterpan.

tiago jaime machado disse...

este livro é ótimo...
eu tenho ;)

eai, já achou alguém pra dividir?
tenho uma montanha de livros e dvds se deslocando para poa no final de semana e ainda não achei lugar pra dividir...

complicado voltar pra porto em 7 dias, este é o dia 2 (5 de maio.)

abraços.
tiago
www.polkadots.com.br

Thor disse...

Tiago! Acabei saindo do apê que estava, mudei para um bem menor, infelizmente não tenho mais como dividir ele (mal cabem minhas coisas =), mas se souber de algo te envio um mail! Boa sorte! Ah, e gostei do conteúdo do blog, vou seguir acompanhando! Abraço!