terça-feira, 26 de dezembro de 2006

Saldo de Natal

O Natal foi ontem e as pessoas ainda estão com aquele ar de felicidade que só deve expirar depois do carnaval. Eu estou decepcionado. Não com o Natal ou com essa felicidade toda, mas com a falsidade e a mesquinharia que algumas pessoas cultivam. Ontem por metade do meu dia me senti mal pela minha inocência, talvez devesse dizer minha estupidez.

Terrível se descobrir rodeado por pessoas sem caráter, sem compaixão. Gente que mente e engana pra satisfazer seus caprichos, que manipula, abusa da boa vontade, da confiança e inocência alheias. Pior ainda quando elas são muito, muito próximas.

AS vezes eu entendo o que faz o mundo se tornar um lugar pior, apesar de não compreender os motivos. Isso tudo me provoca nojo. Não tem outra palavra pra definir. Nojo. Quem dera ainda houvessem milagres pra mudar um pouco essa droga de mundo.

O que me consola é que, seja cedo ou tarde, é sempre bom a gente tomar uma dose de realidade.

2 comentários:

quebrando ovos disse...

estranho como essa época alucina ou revolta... é impossível ficar inerte....

Zackie disse...

Ah tio i.i'


...


...


...


Porrada neles i.i